O Império Romano foi construido por meio de seu forte e organizado exército. Acima cena do filme Gladiador (Gladiator, 2000)

Sala de Aula - História Antiga - Roma Antiga

ROMA ANTIGA: O IMPÉRIO
Império Romano: 27 a.C. - 476 d.C.

Marcos Emílio Ekman Faber

Introdução

Com o fim do regime de triunviratos, Otávio Augusto e Marco Antônio passam a lutar pelo poder absoluto da república romana. Otávio vence no ano de 27a.C., Marco Antônio suicida-se.

Otávio Augusto muda seu nome para César Augusto, dando origem a tradição dos imperadores romanos de adotarem o nome/título de César. Otávio funda o Império Romano.

A Pax Romana (Paz Romana)

A política adotada por César Augusto é a da Pax Romana, cujas características eram:

  • Construção de estradas, pontes, aquedutos (abastecimento de água na cidade), templos, palácios, banhos públicos, etc;
  • Embelezamento e organização das regiões conquistadas;
  • Ampliação e melhora dos serviços de correio e de limpeza pública;
  • Ampliação ao direito de cidadania;
  • Fim das Guerras de Conquistas.

Porém, a Pax Romana causaria, a longo prazo, numa série de problemas de ordem econômica devido aos altos gastos desta política, assim como a ausência de trabalhadores devido ao término das conquistas e, com isso, a diminuição do número de escravos.

Imperadores romanos ( 27a.C. - 476d.C.)

  • Otávio Augusto ( 27 a .C. - 14 d.C.) - governo marcado pela paz, ordem e prosperidade romana (foram construídas estradas, aquedutos, pontes, templos, palácios, etc.);
  • Tibério (14 - 37) - deu continuidade ao governo de Otávio, foi assassinado no ano 37;
  • Nero (54 - 68) - em 64 incendiou a cidade de Roma, mas culpou os cristãos. Acredita-se que queria recontruir a cidade de acordo com seus caprichos;
  • Vespasiano (69 - 79) - construtor do Coliseu;
  • Constantino (312 - 337) - construiu Bizâncio, deu liberdade de culto aos cristãos. Foi o primeiro imperador cristão.

Em 385, o Império Romano foi dividido em Império Romano do Ocidente (capital em Roma) e Império Romano do Oriente (capital em Bizâncio, depois Constantinopla - posteriormente ficou conhecido por Império Bizantino).

O Direito Romano

O mais significativo legado romano foi seu sistema jurídico:
Código de Justiniano ou Corpus Juris Civilis.

Causas da queda do Império Romano:

  • Invasões Bárbaras: eslavos, tártaros, godos (visigodos e ostrogodos), hunos e germânicos (francos, bretões, anglos, saxões, burgúndios, vândalos);
  • Gigantismo: dificuldade em administrar um Império gigantesco e enormes gastos para manter a proteção territorial, assim como a perda de controle sobre regiões conquistadas;
  • Paz Romana: a construção e os investimentos em infraestrutura (pontes, estradas, aquedutos, banhos públicos, estádios, etc.) levou ao almento dos impostos e a uma grave crise financeira;
  • Falta de escravos: o fim das guerras de conquista, levaram ao fim da renovação do número de escravos (a maioria era formada pelos cativos de guerra);
  • Cristianização: expansão do cristianismo no Império, inclusive tornando-se um entrave ao trabalho escravo e às guerras.

 




 

Busca no História Livre

powered by FreeFind
Estádio do Coliseu em Roma.
 

Vídeo: A História de Roma - Paret 1 (6:08) Telecurso Ensino Médio.
 

Vídeo: A História de Roma - Parte 2 (7:21) Telecurso Ensino Médio.
Clique para ampliar!!!
Mapa do Império Romano (amplia).
www.historialivre.com - Na web desde 2000
© 2015 by Marcos Emílio Ekman Faber